Chloé Zhao faz história no Globo de Ouro

Seja no Globo de Ouro, no Oscar, no Emmy ou em qualquer outro prêmio mundialmente famoso, a verdade é que as mulheres, e principalmente as mulheres de cor, costumam ser deixadas de lado.

Mas dessa vez foi diferente, pois a diretora chinesa Chloé Zhao fez história ao ganhar o prêmio de melhor diretor por seu filme 

Nomadland

provocando reações emotivas de mulheres em todo o mundo.

Frances McDormand estrela a semi-ficcional Nomadland como um nômade moderno.

As reações online foram uma mistura de alegria e orgulho, com muitas pessoas se referindo a essa vitória como uma vitória para todas as mulheres, mas especialmente para as meninas asiáticas que têm Zhao como modelo e inspiração. 

Nomadland

é seu terceiro longa-metragem e também ganhou o prêmio de melhor drama.

Além disso, a diretora nascida em Pequim fez história por ser a segunda mulher a ganhar esse prêmio - a primeira foi Barbra Streisand, em 1984. Sim, há quase 40 anos.

Barbra Streisand parabenizou Chloé Zhao pela vitória.

Não para por aí, a edição do Globo de Ouro deste ano foi a primeira vez que mais de uma mulher foi indicada ao prêmio de melhor direção, já que Regina King e Emerald Fennell também foram finalistas. Além disso, o diretor Lee Isaac Chung conquistou a vitória de melhor filme em língua estrangeira com Minari - uma história semi-autobiográfica sobre uma família coreano-americana.

Lee Isaac Chung ganha o prêmio de melhor filme em língua estrangeira.

É seguro dizer que a edição de 2021 do Globo de Ouro pode ser vista como um lembrete de que a representação é importante. Esperamos ver mais disso nos próximos prêmios.

MAIS buzz